Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

DRAGON BALL SUPER: MINISTÉRIO DA ARGENTINA DENUNCIOU CARTOON NETWORK POR ASSÉDIO

DRAGON BALL SUPER: MINISTÉRIO DA ARGENTINA DENUNCIOU CARTOON NETWORK POR ASSÉDIO

 


Toei Animation / Divulgação

Na última segunda-feira, dia 30, o Ministério das Mulheres, Políticas de Gênero e Diversidade de Buenos Aires, na Argentina, encaminhou à Defensoria Pública do país um comunicado em tom de denúncia, que dizia respeito à transmissão de conteúdos inapropriados que foram ao ar dentro de um episódio do anime Dragon Ball Super exibido pelo Cartoon Network.

De acordo com a nota enviada ao órgão, o referido episódio do anime reproduzia “situações de importunação lasciva, violência simbólica e constrangimento por parte de um maior a um menor de idade, em um contexto de naturalização e comicidade de uma situação a qual adolescentes estão vulneráveis” entre os personagens.

Ainda de acordo com o documento, tais representações gráficas alcançariam facilmente uma audiência com idade entre 4 e 11 anos por se tratar de um conteúdo transmitido por um canal tido como referência em produções infantis num amplo alcance regional, e que pessoas responsáveis pela programação não estariam fazendo um trabalho de supervisão do que é exibido à altura de sua influência entre o público da faixa etária a qual se destina.

O manifesto foi assinado por autoridades argentinas, como a ministra Estela Diaz, a subsecretária de Políticas contra a Violência, Flávia Delmas, e a diretora provincial de Planejamento e Gestão da Comunicação, Lucía García Itzigsohn, e não teria sido o primeiro recebido pela Defensoria Pública Federal Argentina, que afirmou ter recebido junto a esta outras denúncias similares, a partir das quais, a instituição teria buscado envolvidos, como a própria Warner Media Latin America para audiências, a fim de apurar o caso e aprofundar debates relacionados a responsabilidade de empresas de comunicação sobre conteúdos audiovisuais veiculados.

O EPISÓDIO QUE GEROU O INCIDENTE

A cena a qual a queixa formalizada foi baseada pertence ao episódio 91 de Dragon Ball Super, “Qual universo irá sobreviver? Os guerreiros mais fortes se reúnem“. Nela, Mestre Kame pede à Yamcha que convença o gatinho flutuante Pual a usar suas habilidades de transformação para se tornar uma garota bonita e esbelta, a fim de que possa “superar seus impulsos devassos” para se unir aos demais guerreiros Z na equipe que representaria o Universo 7 no Torneio do Poder. Atendendo ao pedido feito por Mestre Kame após algum receio, Pual transforma-se em mulher e é perseguido sem parar por um Mestre Kame enlouquecido pela própria libido enquanto Yamcha e Oolong observam constrangidos a confusão feita pelos personagens sem qualquer intenção de intervir para que ela pare.


A Diretoria de Análise, Acompanhamento e Investigação da Defensoria Pública teve acesso ao episódio e classificou, ao avaliar através de seus próprios critérios, que nele estaria contida a situação delatada, onde foi entendido que um homem idoso expõe uma adolescente a um contexto de constrangimento e submissão voluptuosa normalizado pelos outros personagens envolvidos na cena, violando dessa maneira os direitos da criança e do adolescente ao entrar em conflito com normas nacionais de combate e erradicação de violência de gênero.

Curiosamente, essa foi a primeira vez que tal cena causou polêmica em todas as ocasiões em que o anime foi transmitido.

REAÇÃO DO CARTOON NETWORK E DA WARNER DA AMÉRICA LATINA

Mostrando-se favoráveis à reivindicação feita pelos representantes do governo argentino, as empresas reconheceram como erro ter permitido que o trecho fosse ao ar, especialmente na transmissão feita para a Argentina, em que o anime também era exibido em horário matinal, e concordaram em retirar a cena de futuras exibições no sinal latino, o que pode incluir também o Brasil.

Também foi reiterado pelo canal e pela programadora que não só o episódio apontado como toda a série passará por uma nova reavaliação caso volte a ser incluída na programação do Cartoon Network.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]