Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

JAPAN SINKS: 2020 RECEBE PRÊMIO DO JÚRI NO FESTIVAL DE ANNECY

JAPAN SINKS: 2020 RECEBE PRÊMIO DO JÚRI NO FESTIVAL DE ANNECY

 Japan Sinks: 2020 Recebe Prémio do Júri no Festival de Annecy

Documentário animado Flee, de Jonas Poher Rasmussen, vence o troféu Cristal para Melhor Longa-Metragem de 2021

 

A série animada Japan Sinks: 2020, realizada por Masaaki Yuasa e produzida pelo estúdio Science SARU, venceu o Prémio do Júri para Série Televisiva pelo seu primeiro episódio, “The Beginning of the End”, no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy deste ano. Inicialmente, o anime iria a concurso na categoria de Melhor Filme Televisivo na edição do ano passado, mas um atraso derivado das restrições impostas pela situação pandêmica atual levou à retirada da candidatura, que ficou retida até 2021.

Japan Sinks: 2020 adapta o romance de ficção científica Japan Sinks (Nihon Chinbotsu), da autoria de Sakyo Komatsu, e estreou na plataforma Netflix em julho de 2020 no formato de ONA, contado com dez episódios. Nihon Chinbotsu 2020 Gekijō Hensuban: Shizumanu Kibō, a versão compilada da série, estreou nos cinemas japonesas com som 5.1ch a 13 de novembro.

Japan Sinks: 2020 Recebe Prémio do Júri no Festival de Annecy

 

Entre os trabalhos de Yuasa em parceria com o estúdio Science Saru que competiram em edições passadas do Festival de Annecy incluem-se a curta Kick-Heart, o episódio “Food Chain” da série Adventure Time e os filmes Ride Your Wave (Kimi to, Nami ni Noretara) e Lu Over the Wall (Yoake Tsugeru Rū no Uta), tendo este último obtido o Prémio Cristal para Longa-Metragem em 2017, quebrando assim o jejum japonês de vitórias na categoria que já durava vinte e dois anos.

 

O documentário animado Flee, realizado pelo dinamarquês Jonas Poher Rasmussen, ganhou este ano o Cristal para Melhor Longa-Metragem, o prémio mais importante da competição. Nesta categoria estavam nomeados três filmes de anime: The Deer King (Shika no Ō), de Masashi Ando, Josee, the Tiger and the Fish (Josee to Tora to Sakana-tachi)de Kotaru Tamura, e Poupelle of Chimney Town (Entotsu Machi no Poupelle), de Yusuke Hirota.

Houve mais animações japonesas a concurso: o vídeo musical da canção Kanashimi no Kodomotachi do grupo Maison book girl, realizado por Mirai Mizue, que perdeu na categoria de Melhor Filme Comissionado para o videoclip do tema A Little Too Much da cantora canadiana Kai, realizado por Martina Scarpelli; além da curta Kata no Ato, de Momoka Furukawahara, nomeada para Melhor Curta-Metragem de Estudante em Final de Curso, tendo o prémio ido para Hippocampus, de Zehao Li.

 

Criado em 1960, o Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy é o maior e mais antigo do seu género. O certame de 2021 decorreu entre 14 e 19 de junho na cidade alpina francesa que lhe dá o nome.

A edição física do ano passado foi cancelada devido ao elevado número diário de contágios de SARS-CoV-2 em França. Em sua substituição, decorreu em junho de 2020 uma versão online do festival, o que explica o adiamento das celebrações do 60º aniversário para este ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]