Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

ANIME REPRESENTA 80% DA EXPORTAÇÃO DE LICENÇAS DE TRANSMISSÃO

ANIME REPRESENTA 80% DA EXPORTAÇÃO DE LICENÇAS DE TRANSMISSÃO
Anime representa 80% da Exportação de Licenças de Transmissão

O ministério de Administração e Comunicação Interna do Japão, publicou, no passado dia 2 de Junho de 2020, o relatório “Análise do Estado da Expansão de Conteúdo Exportado para o Estrangeiro”, relativo ao ano fiscal de 2018.

De acordo com o estudo realizado, nesse ano, o valor de conteúdo de transmissão, exportado do Japão, corresponde a 422 milhões de euros, o que representa um aumento de 16.8% quando comparado com o ano transacto e um aumento três vezes superior ao verificado em 2013 onde foram registados 111 milhões de euros.

Os direitos de transmissão em plataformas de streaming representam a maior fatia com 33.5%, segue-se os direitos de venda de merchandising com 31.8%, direitos de transmissão televisiva com 23.3%, direitos para remake 8.1%, direitos de distribuição em mercado de vídeo (DVD) 2.0%, outros 1.3%.

 

Anime representa 80% da Exportação de Licenças de Transmissão

Anime representa 80% da Exportação de Licenças de Transmissão

 

Todas as categorias verificaram uma tendência de subida ao longo do tempo, excepto para o mercado de vídeo. Os direitos de transmissão em plataformas de streaming verificaram um aumento de 8 vezes quando comparado com 2013. Esta categoria representa agora um total de 140 milhões de euros.

Anime é um conteúdo dominante tanto na exportação de Direitos de Transmissão como na exportação de Direitos para Venda, representando 81.1% e 82.6% das vendas de todo o Japão, respectivamente.

 

Anime representa 80% da Exportação de Licenças de Transmissão

 

No que diz respeito às regiões para as quais os Direitos de Transmissão são exportados, a Ásia domina com 50.5%, seguida da América do Norte com 30.2%, Europa com 11%, outros com 4.5% e resto do mundo com 3.9%.

A Ásia também domina a compra de Direitos para Venda com 61%, seguida da América do Norte com 23.6%, Europa com 6.8% e resto do mundo com 4%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]