Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Atitude de Marcelo Crivella abre precedente perigoso para quadrinhos e mangás

Atitude de Marcelo Crivella abre precedente perigoso para quadrinhos e mangás

Num belo dia, uma pessoa no poder olhou um conteúdo que não o agradava em um impresso encadernado e pensou: eu discordo disso, isso é uma afronta ao que eu acredito e isso deve ser proibido. Foi então que mexeu seus pauzinhos e ordenou que seus subalternos saíssem por aí conferindo o que podia ou não conter material supostamente sensível. Esse começo de parágrafo parece a descrição do que o prefeito Marcelo Crivella armou com o quadrinho dos Vingadores na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, mas na verdade eu tava contando sobre a grande queima de livros que rolou em maio de 1933 na Alemanha, quando o governo nazista saiu por aí atrás de todos os livros que julgavam inconvenientes ao regime.
Mas vamos voltar ao presente. Na noite de ontem (5), Marcelo Crivella lançou em suas redes sociais um vídeo no qual demonstra se preocupar com crianças que poderiam ter acesso a um conteúdo impróprio para menores em um encadernado dos Vingadores lançado pela Editora Salvat. “Precisamos proteger as nossas crianças”, diz o tweet em que denuncia a ABSURDA cena em que dois personagens homens se beijam.

ois é, a tal cena perigosa e imprópria é apenas um beijo entre dois homens. Crivella, que às vezes se esquece que o Estado é laico, tem utilizado a posição política como um braço da igreja a qual representa. Tanto que precisaram explicar para o prefeito que não era uma atitude certa colocar fiéis de sua igreja para furar a fila do sistema de saúde. Quem nunca cometeu um equívoco desses, não é mesmo?
A Bienal do Livro se posicionou dizendo que não iria proibir a venda do negócio, e a resposta veio na tarde desta sexta-feira (6): agentes da prefeitura foram à Bienal do Livro com o objetivo de carimbar obras com conteúdo sensível ou impróprio (toda vez que você ler esse termo nesta matéria, saiba que estou falando de “material com gays”).
“Mas esse aqui é um site sobre mangás e animes, por que você está defendendo quadrinho dos Vingadores?”, dirá algum leitor. Bem, como se precisasse de algum motivo para ir contra qualquer tipo de censura promovida por fanáticos religiosos que usam “preocupação com crianças” como desculpa esfarrapada para preconceito e homofobia deslavada, vamos lembrar que ir de quadrinhos americanos para mangá é um pulo:
É literalmente o outro lado da estante que os fiscais estavam.
A proibição acabou causando alguns efeitos opostos: não só o tal quadrinho esgotou em 40 minutos, mas as outras editoras aproveitaram para lançar promoções em materiais de conteúdo LGBT. A própria NewPOP, que quase carrega a ala da diversidade em mangás nas costas, lançou uma série de tweets se posicionando contra a decisão do prefeito e sugerindo muitos títulos com beijos entre homens nas capas.

Diga não à censura e à intolerância!

Como uma editora centrada na diversidade, não podemos ficar calados perante essa situação e condenamos quaisquer censuras que põem em xeque a liberdade de expressão e o direito de todo brasileiro de ser quem é e ler o que quiser!

Ver imagem no Twitter

310 pessoas estão falando sobre isso

 Embora seja um consenso a ideia de que “CENSURA É ALGO RUIM“, tem um pessoal que está dando uma relativizada nisso. Pessoas, inclusive do nosso adorável meio otaku, já se posicionaram em suas redes sociais contra uma possível falha de classificação do quadrinho dos Vingadores. Alguns dizem até que deveria haver uma indicação na capa dizendo que a história da Marvel tinha conteúdo impróprio, sensível ou mesmo LGBT.
Como sempre prefiro acreditar que as pessoas estão apenas reproduzindo desconhecimento, e não que estejam tomando posições burras e preconceituosas, vale uma pequena explicação aqui: um beijo não é conteúdo impróprio. Não é conteúdo sensível. Há décadas acompanhamos beijos entre pessoas de sexos diferentes nos quadrinhos, sem que precise colocar um selo de “conteúdo heterossexual” na capa. Um beijo entre duas pessoas não é impróprio, assim como não é um relacionamento, gente andando de mãos dadas ou uma troca de olhares.
“Nossa, o que as crianças vão pensar sobre isso?” é sempre o argumento levantado por essas pessoas que ignoram o quanto uma criança pode achar aquilo uma coisa normal se a ela for explicada que aquilo é uma coisa normal. Acredite: se uma criança age com repulsa a algo assim, ela apenas está reproduzindo comportamento que viu em casa ou aprendeu com pessoas preconceituosas. Isso porque não estou nem entrando no mérito ainda sobre homofobia (que é o nome dessa “preocupação) ser um crime, porque o negócio ainda está transitando nos órgãos competentes.
Dito tudo isso, vale um apelo: tome MUITO cuidado com qualquer pessoa que venha apoiar esse tipo de operação. Tome também cuidado com qualquer religioso que pregue algum tipo de preconceito e ódio a alguém, em vez de promover o amor. A Censura é uma coisa muito séria, e é preocupante o precedente aberto pelo prefeito do Rio de Janeiro. Começa com um quadrinho dos Vingadores, pode chegar ao ponto de qualquer tipo de literatura que traz elementos inconvenientes às pessoas no poder ser combatida. Igualzinho falei no primeiro parágrafo.

Fonte: Blog Mais de 8 Mil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]